INGREDIENTES COSMÉTICOS: O PAPEL DOS ÁCIDOS AHA E BHA NO CUIDADO DA PELE - QUE ESFOLIANTE QUÍMICO ESCOLHER

Publicado por Maria Antonio · Categoria Beleza · 13/09/2017 16:14 · 12 Visualizações

Passei por aqui para deixar um registo, para fácil consulta, das pesquisas que efetuei através do recurso a várias fontes da área da dermatologia.

Na verdade, hoje em dia fala-se imenso no papel dos ácidos ao nível dos cuidados de pele, em particular no que diz respeito aos cuidados de rosto.

Se antigamente a utilização estava muito circunscrita aos gabinetes de dermatologia, nos últimos anos, o marketing dos vários produtos de cuidado de rosto passou a dar muito ênfase ao facto de na composição Naqueles produtos figurarem como ingredientes alguns ácidos.

Os ácidos são apenas um tipo de ingredientes de cosmética.

Mas existem vários grupos de ácidos.

E é sobre esses grupos, os principais, que deixo este registo para termos presente a função de cada ácido, sendo que, tenho em mente aprofundar mais tarde cada ingrediente e as dosagens de referência.

É muito importante percebermos melhor sobre os ingredientes para podermos ter a percepção de qual o melhor para cada pessoa.

A dermatologia efetua inumeras chamadas de atenção para se evitar a combinação de diferentes ácidos devido ao potencial risco de irritação na pele.

Estes ácidos devem ser aplicados sobre a pele previamente limpa sendo que deve ser evitado o contorno dos olhos e da boca pois são zonas mais sensíveis. Devem ser utilizados apenas uma a duas vezes por semana. Consoante a sensibilidade individual podem originar algum formigamento, vermelhidão ou picadas . Convém ter cuidado com o doseamento pois os efeitos adversos como sensibilização e vermelhidão podem gerar manchas e agravar o melasma em resultado do processo de sensibilização inflamatório. Mas utilizados com cautela, trazem inúmeros benefícios. Por isso os dematologistas aconselham sempre a testar numa zona do corpo e a começar por concentrações menores.

AHA - Ácidos Alfa Hidróxidos - esfoliantes químicos solúveis em água, por isso não penetram tão eficazmente nos poros:


Ácido glicólico - atua na pele dissolvendo os mecanismos de ligação entre as células. Na prática, o que acontece é uma esfoliação química. Assim, este ácido remove a camada superficial da pele constituída essencialmente por queratina. Deve ser usado de forma balanceada para evitar alguma irritação e sensibilidade, pois as células mortas e a camada superficial da pele desempenham uma importante função de barreira protetora da pele contra agressões externas e inflamações indesejadas. As referências chamam a atenção para o facto de que não deve ser usado por grávidas e lactantes.


Ácido Ascórbico ou Vitamina C - é referido como sendo bem tolerado por todos os tipos de pele, sendo que as suas vantagens se traduzem nas funções antioxidante (contra os radicais livres que degradam a estrutura celular ao nível do colagéneo e elastina), antinflamatória e na atuação contra a pigmentação. As referências chamam a atenção para o facto de que não deve ser usado por grávidas e lactantes.

Ácido Azelaico - esfoliante químico que tem vantagens ao atuar contra a produção excessiva de melanina muito frequente no melasma, reduz o acne e comedões devido à sua função antinflamatória que também favorece o combate à rosácea e vermelhidão da pele e outras lesões que se possam traduzir em pigmentação. Há referências que pode ser utilizado em grávidas e lactantes.

Ácido Láctico - esfoliante químico muito humectante que se traduz em benefícios para quem apresenta pele muito seca.

BHA - Ácidos Beta Hidróxidos - esfoliantes químicos solúveis em óleo que penetram melhor nos poros, por isso mais afequados para tratar o acne - notese que há referências que salientam que quem é alérgico à aspirina não deverá usar estes ácidos


Ácido  Salicílico - esfoliante quimico adequado para combater o acne, poros dilatados e pontos negros, sendo que há referências que destacam o facto de não ser fotosensibilizante, o que permite a sua utilização mais descontraida durante o dia.

Ácido Retinóico ou Retinol A ou  Tretoina (a molecula mais pontene) e Retinol, Renityl palmitate, retinaldehyde (moléculas menos pontentes) - esfolia e é o mais completo, traduzindo-se em inumeros benefícios ao nível da textura da epiderme, da sintese do colagéneo e elastina na derme, do combate ao acne, à pigmentação e ao favorecer o papel de retenção da água por parte do ácido hialurónico. Parece que a combinação de ácidos AHA e do ácido retinóico traz vantagens mas em momentos do dia diferentes uma vez que os AHA potenciam a penetração do ácido retinoico. As referências chamam a atenção para o facto de que não deve ser usado por grávidas e lactantes.




0 comentários